Sobre a IBC

Beatriz Taques, médica veterinária e proprietária do canil Sunshine Bulls (especializado na criação de Bulldog Americano e Olde English Bulldogge) juntamente com seu marido e sócio, Bruno Monteiro, foram os responsáveis por trazer a IBC ao Brasil.

Tudo começou em 2000, quando ingressaram oficialmente na cinofilia (Beatriz tinha apenas 14 anos, quando por puro amor, resolveu começar a criar cães). Sempre frequentaram exposições na CBKC, e lideraram por muitos anos o ranking da Raça e Criador (Bulldog Americano), até que um dia resolveram se aprofundar ainda mais no meio, tornando-se juízes e, dessa forma, podendo questionar a CBKC sobre como realizar provas para julgar o grupo 11 (raças não reconhecidas pela FCI). Foi então que tomaram um grande banho de água fria! A resposta obtida foi de que “Não existe prova regulamentar para o 11° grupo”… Na hora ambos sentiram-se enganados, pois todo o mérito que achavam ter conquistado por ganharem tantos anos consecutivos, na mesma hora desapareceu. Afinal, de que valiam tantos títulos, sendo que NENHUM evento havia sido julgado por alguém apto a julgar o grupo 11? E que nem precisavam ao menos ler o padrão da raça? Além de frustração, foi também uma enorme perda de dinheiro…

Foi quando então tiveram a ideia de trazer um clube para o Brasil, um clube que iria promover eventos com juízes capacitados para essas maravilhosas raças, que estavam até então as margens da cinofilia nacional. Enfim, dar o respeito e crédito que os criadores merecem. Oportunidade essa nunca oferecida pela CBKC, uma vez que foi preciso viajarem muito e investirem uma grande quantia de dinheiro para adquirirem o conhecimento necessário. “E como tudo chega até nós através de muito respeito, amizade, confiança e credibilidade (e não por dinheiro), apareceu a oportunidade de trazermos a IBC para o Brasil, entidade fundada em 2007 por Jose Lopez da Califórnia (um grande amigo que sempre nos ajudou muito na cinofilia)”…

“A IBC veio para somar, não para dividir. A IBC veio para preencher uma lacuna que estava aberta, não para disputar. A única disputa que fazemos é com nós mesmos, para tentar sempre oferecer o melhor que pudermos para os criadores (estamos dos dois lados da moeda). Viemos para construir pontes, estamos sempre tentando a aproximação entre os criadores e a entidade. Estamos fazendo o que nenhum clube fez até hoje por essas raças. Não fomos oportunistas, nem caímos de “para quedas” na cinofilia… Tudo foi conquistado com muitos anos de experiência, criando, participando e julgando eventos…

A IBC olha para o criador: tem o menor preço do mercado, não cobra anuidade, mensalidade ou taxa de sócio, e com um excelente tempo de envio de documentos (7 dias uteis). Além de estar iniciando agora na promoção de eventos, possuí juízes no mundo inteiro. Vale lembrar que a IBC tem sede nos USA, Europa e é a única entidade no Brasil com juízes realmente capacitados para julgarem o grupo 11.”

Quem quiser brigar conosco vai brigar sozinho, nossa filosofia não é bater de frente… Isso é para amadores.

Bem vindos a família IBC!

Equipe IBC.